sábado, 1 de janeiro de 2011

Ano Novo, Governos novos!



Ano novo, governos novos. Hoje, primeiro dia da então chamada “Década de Ouro” o Brasil passará a ser governado por uma mulher que presidirá nosso país pelo próximos quatro anos, e muitos estados terão novos governadores ou terão os anteriores reconduzidos para mais um mandato.

Em Brasília, no início da tarde a presidenta eleita Dilma Rousseff saiu da Granja do Torto (uma das residências oficiais da Presidência da República) em meio a muita chuva e acompanhada em cortejo por batedores da Polícia Rodoviária Federal.


Ainda chovendo na capital federal, Dilma Rousseff chegou à Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Conceição Aparecida (a igreja matriz de Brasília), onde trocou de carro passando a fazer o percurso até o Congresso Nacional dentro do tradicional Rolls-Royce, que por causa da chuva forte teve que ficar de capota fechada, entretanto isso não impediu que Dilma Rousseff acompanhada de sua filha, Paula Rousseff, pudesse acenar para os milhares de brasileiros que foram a Brasília acompanhar esse momento histórico para o país.

Por causa da chuva forte Dilma não pôde subir a rampa, mas entrou no Congresso Nacional pelo Salão Branco (Chapelaria), uma entrada coberta do prédio. Lá Dilma foi recebida por muitas pessoas, entre elas o Presidente do Congresso Nacional, que é o Presidente do Senado, José Sarney (também ex-presidente da república), e seguiram em meio a uma multidão passando pelo Salão Verde até chegarem à Câmara dos Deputados, que por ser maior em acontecimentos como esses passa a sediar o Congresso Nacional.


Compondo a mesa do Congresso, ao lado do presidente do Legislativo José Sarney, que também presidiu a solenidade de posse, foi iniciada a cerimônia em que Dilma Rousseff e Michel Temer, após os juramentos, assinaturas e a declaração do Presidente do Congresso Nacional, foram empossados no cargo político de Presidenta e Vice-presidente da República Federal do Brasil, seguido, após o Hino Nacional, de um longo discurso da presidenta em que fez menções às mulheres, a Lula, a José de Alencar, à sua família, além de fazer breves comentários sobre sua política de governo.


Dando continuação ao protocolo, desta vez sem chuva, a presidenta do Brasil deixou o Congresso descendo a rampa, onde logo em seguida deu início à revista à tropa, ocasião em que realizou um gesto inesperado, mas emocionante. A presidenta ao caminhar em meio aos militares pára, e beija a Bandeira Nacional, que em meio a muitas bandeiras era a única na vertical.

Ao terminar a revista à tropa Dilma entra no Rolls-Royce que desta vez fez seu trajeto até o Palácio do Planalto de capota aberta, possibilitando que a presidenta e sua filha se colocassem de pé, e acenassem mais abertamente ao público presente.

No Palácio do Planalto Luíz Inácio Lula da Silva, nesse momento já como ex-presidente do Brasil, e sua esposa, Sr.ª Maria Letícia Lula da Silva, já estavam à espera da presidenta. Ao chegar à sede do Executivo Federal Dilma subiu a rampa acompanhada do vice Michel Temer e sua esposa. Lá no alto Lula os cumprimentou de forma afetuosa e irreverente, seguindo todos para o parlatório do Planalto, onde Lula passou a faixa da presidência da República para Dilma Rousseff, que logo após fez outro discurso para várias pessoas presentes.



De volta ao interior do Palácio do Planalto, a presidenta do Brasil cumprimentou inúmeros chefes de Estado e Governo e representantes de países das mais diversas partes do mundo, entre eles José Sócrates (Primeiro-ministro de Portugal), Sebastián Piñera (Presidente do Chile) e Hillary Clinton (Chefe de Estado dos Estados Unidos).




Em Rondônia, após a posse de Dilma em Brasília, ainda tarde de 1º de janeiro de 2011 (por volta das 16 horas) Confúcio Aires Moura tomou posse no cargo de Governador do Estado Rondônia. A cerimônia de posse aconteceu em uma casa de shows de Porto Velho, pelo fato da Assembléia Legislativa do estado não ter capacidade de acomodar os convidados para um acontecimento como esse.


Após a posse, Confúcio Moura e seu vice, se dirigiram para o Palácio do Governo Getúlio Vargas, onde foi feita a transmissão de cargo, que de maneira pouco educada não contou coma presença do então ex-governador do Estado João Cahulla. A faixa de governador foi entregue a Confúcio por um oficial da Polícia Militar.


A expectativa de todo o povo brasileiro é que Dilma Rousseff e os muitos governadores empossados pela primeira vez ou reconduzidos façam um ótimo governo, com respeito ao povo que os elegeram e almejando sempre o bem estar de toda a coletividade. Que cada um desses agentes políticos não decepcione aquelas pessoas que deram seu voto de confiança e esperança de uma vida melhor para si e suas famílias. Que Deus abençoe cada um dos 26 estados desse país e o Distrito Federal, bem como, e, portanto, todo esse nosso querido Brasil!

Fotos de O GLOBO, GLOBO.COM E RONDONOTÍCIAS.
Postar um comentário