sábado, 31 de dezembro de 2011

Adeus 2011, e Feliz 2012!



O ano de 2011 com certeza proporcionou muitos momentos e acontecimentos agradáveis pra todos nós, entretanto num quadro geral vejo que esse ano foi muito tenso, tanto em Rondônia quando no Brasil e no Mundo.

Por isso voltamos mais uma vez, a poucos minutos do Reveillon 2011-2012 renovar nossos desejos de que o ano que está prestes a chegar seja muito melhor do que este que está indo. Que seja repleto de muita paz, amor, justiça, e felicidades sem fim a todos.

Mesmo sabendo que apesar de ter desejado tudo isso na passagem de 2010 para 2011, e que mesmo assim nem tudo foi alcançado, assim como muitos planos e pretensões não foram alcançados, não consigo resistir em manifestar esse sentimento de alegria, otimismo e confiança, por isso, quero desejar a todos nós um FELIZ ANO DE 2012!

E faltando poucas horas para esse novo ano compartilho aqui o vídeo “Retrospectiva 2011 por Sáimon Rïver”, onde juntei alguns dos muitos acontecimentos que registrei ao meu redor, afinal, o ano de 2011 foi intenso, principalmente em Rondônia.

JANEIRO DE 2011
- Fortes chuvas no Sudeste do país causaram terror e muitas mortes em algumas cidades serranas no Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais;

MARÇO DE 2011
- Banda do Vai Quem Quer é realizada no Carnaval de 2011 sem o seu criador. O General Manelão morreu poucos dias antes da banda que fundou sair às ruas;
- O DETRAN/RO realizou encontro de capacitação para os novos chefes de CIRETRAN's e Postos Avançados do Interior do Estado. Minha colega Laudenice e eu representamos a GRH no pólo de Ji-Paraná;

ABRIL DE 2011
- A equipe do JN no Ar chega a Porto Velho para realizar uma reportagem sobre o andamento das obras do Plano de Aceleração do Crescimento. Em Rondônia gravaram nas hidrelétricas do Madeira, a de Santo Antônio e Jirau.

MAIO DE 2011
- Completei meus 02 anos de serviços como funcionário estatutário do Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia. Fiz um vídeo em que reuni alguns momentos desses dois anos (2009-2011);
- O DETRAN/RO em parceria com o município de Porto Velho e igrejas realizou a abertura da Década de Ação pela Segurança no Trânsito em Porto Velho, e também no Interior do Estado;
- Nesse mês produzi um vídeo para mostrar o quanto estavam aceleradas as obras da ponte da BR-319 sobre o rio Madeira, que finalmente facilitará a ligação via terrestre de Porto Velho a Manaus;

JUNHO DE 2011
- Apresentei um vídeo mostrando como faço a gravação dos vídeos amadores que posto no meu canal no YouTube, e enfatizei que apesar de amadores são feitos com muito prazer;

JULHO DE 2011
- Arraial Flor do Maracujá, o maior da região Norte, aconteceu no bairro Industrial e registrou saldo positivo.
- No dia 05 de julho a presidenta da República Dilma Rousseff visitou Porto Velho, e com o expediente reduzido no DETRAN/RO fui para o Centro da cidade, o que ensejou que eu (de bobeira...) fizesse minha primeira tatuagem: o meu brasão que uso nas minhas produções e páginas pessoais;
- Os ipês de Porto Velho floresceram e como sempre deixaram as regiões onde se encontram com um ar de outono europeu;
- Na véspera do meu aniversário fiz um passeio no bairro Olaria, onde gravei alguns vídeos e entrei nas obras do Centro Político e Administrativo do Estado. Nesse centro alcancei o heliponto do edifício principal e mais tarde me perdi no subsolo escuro (não fiz vídeo sobre esse momento tenso);
- Em 30 de julho e DETRAN/RO com algumas parcerias promoveu o Trânsito Vivo, um projeto educativo que na sua execução apresentou alguns transtornos, o que foi relatado em um vlog que eu fiz. Nele fiz comentários e destaquei um veículo que vi sem a devida caracterização (o veículo não apresentava a logomarca da Autarquia em sua lataria);

AGOSTO DE 2011
- Em Rondônia foram freqüentes as tentativas de arrombamento de caixas eletrônicos com explosivos, principalmente órgãos públicos. No DETRAN/RO os criminosos renderam os guardas e lançaram mão de um maçarico para arrombarem o caixa eletrônico da Sede. Não lograram êxito.
- Em complementação ao vídeo que relatei um veículo sem a logomarca do DETRAN/RO, em outro vídeo, no estacionamento da Autarquia gravei um vídeo em que mostrei os veículos do DETRAN/RO que circulam sem a devida caracterização (o que propicia o uso indevido de carros públicos). O vídeo ganhou grande repercussão com a sua incorporação no site Rondoniaovivo;
- Uma grande operação foi realizada no Centro de Porto Velho para a entrega de uma grande quantia de dinheiro em espécie na agência central do Banco do Brasil;
- Os órgãos de trânsito de Porto Velho realizaram uma campanha em prol da paz nas ruas, avenidas e rodovias de Porto Velho com a exposição de carros envolvidos em acidentes de trânsito nos principais pontos da cidade;
- Mais uma edição do Projeto Confronta foi realizado. O vídeo mostra o antes e o depois de prédios e lugares importantes da capital de Rondônia ao som dos hinos do município e do estado;
- A visita a Guajará-Mirim/RO rendeu a produção de vários vídeos curtos e um especial com fotos. E aproveitando a estadia naquela cidade também visitei a cidade estrangeira de Guayaramerín, onde filmei a Av. Frederico Román e o Consulado do Brasil naquela cidade;
- Em visita a cidade de AriquemesRO também produzi outros vídeos, sendo um deles com fotos;

SETEMBRO DE 2011
- Em decorrência do vídeo em que mostrei carros do DETRAN/RO sem a devida caracterização, logo ao voltar das férias fui removido da Sede da Autarquia, sendo mandado da GRH para a COMETRAN (em outro prédio). A decisão foi clandestina, pois a idéia era que eu não estivesse na Sede assim que regressasse das férias;
- A Feira Internacional da Indústria de Rondônia - FEIRON 2011 também foi um sucesso, contando com a visita do ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva;

OUTUBRO DE 2011
- O prédio anexo do DETRAN/RO onde funciona sua Gerência de Tecnologia da Informação foi invadido por criminosos que tentaram roubar aparelhos de informática;
- Porto Velho está chegando próximo de seu centenário, e em 2011 o município festejou seus 97 anos de criação;
- O DETRAN/RO fez 25 anos na forma de Autarquia sem qualquer comemoração por parte de sua Administração Geral, entretanto não deixei de produzir um vídeo comemorativo extra-oficial;
- No início desse mês aconteceu em Porto Velho a Feira Internacional do Artesanato, com representantes de inúmeros países;
- Também aconteceu a Adventure North Fair (2º Feira de Esporte, Turismo e Aventura da Região Norte) no espaço de eventos do SESI/RO;
- Em 15 de outubro aconteceu o 1º Bellydance Amazônia Orient, que levou inúmeras pessoas ao anfiteatro do Parque Madeira-Mamoré para assistir um grande espetáculo de dança oriental;
- No final desse mês de outubro o MPE/RO pretendeu realizar a Marcha pela Vida, entretanto uma forte chuva que caiu na cidade de Porto Velho no dia marcado obrigou os organizadores a cancelarem o evento em cima da hora;

NOVEMBRO DE 2011
- Depois de um requerimento e uma insinuação de apresentação de denúncia ao Ministério Público fui relotado na Sede do DETRAN/RO, mas dessa vez na GTI. A Direção Geral deu um despacho no próprio requerimento deferindo parcialmente o pedido, e ao questionar um Assessor de Gabinete o mesmo me disse que entregariam uma cópia do despacho quando fosse pegar a carta de relotação, entretanto não me deram e se recusam a me entregar. Poderia recorrer ao remédio Habeas Data, mas preferi deixar quieto. A GRH já não é mais a mesma.
- O navio Roraima esteve aberto à visitação no porto da Marinha do Brasil, e recebeu a visita de muitas pessoas;
- Diante da notícia de que a oficina do Complexo Madeira-Mamoré seria revitalizado, fiz um vídeo para mostrar a situação atual do local como forma de registro histórico;
- Nesse mês ganhou grande repercussão a greve dos acadêmicos e professores da Universidade Federal de Rondônia que tomaram a reitora da UNIR e reinvidicavam a saída do reitor Januário Batista, acusado de corrupção pelo MPE/RO;
- O Ministério Público do Estado finalmente realizou com sucesso a Marcha pela Vida, que contou com a participação de autoridades e populares;
- Os escândalos de corrupção no segundo semestre de 2011 fez o povo sair às ruas num significativo manifesto, a Marcha Contra a Corrupção.
- Portões Abertos da Base Aérea de Porto Velho aconteceu no dia da Proclamação da República, e contou com a apresentação de aeronaves, sorteios de voos panorâmicos e show da Esquadrilha da Fumaça Brasileira;
- No dia 18 de novembro ao chegar para mais um dia de trabalho no DETRAN/RO eu e os demais servidores do DETRAN/RO fomos surpreendidos com a notícia de que não haveria expediente nesse dia porque a Polícia Federal estava cumprindo um mandado de busca e apreensão na Sede do DETRAN/RO. Mais tarde foi amplamente divulgado que se tratava da operação Termópilas que desarticulou um grande esquema de corrupção comandado pelo Presidente da Assembléia Legislativa do Estado, Valter Araújo, com ramificações em órgãos do Poder Executivo, como SESAU, SEJUS e DETRAN;
- Com o mais um escândalo assombroso de corrupção no estado o povo realizou o Ato Cívico Contra a Corrupção em frente à sede do Legislativo de Rondônia;
- Foi descoberta a intenção de se criar mais cargos comissionados no DETRAN/RO (o que é um absurdo) em detrimento à melhorias para os servidores estatutários da entidade, o que ensejou a produção meu mais longo vlog, onde desabafei o que penso disso e muito mais;

DEZEMBRO DE 2011
- Em meio a uma triste fase da política estadual eu fiz um vídeo em homenagem aos 30 anos da instituição ESTADO de Rondônia, onde também foram apresentadas críticas à corrupção que agride Rondônia e seu povo;
- Motoristas de veículos pesados que prestam serviços para a Prefeitura de Porto Velho fecharam a Av. Sete de Setembro usando os próprios caminhões, tratores e caçambas e caminhonetes;
- Em uma madrugada ociosa da minha vida fiz um vídeo muito inusitado em que mostrei a decoração da cidade de Porto Velho em alguns pontos;
- O Consórcio Santo Antônio Energia e a Prefeitura de Porto Velho promoveram o Natal com Energia Nova, onde um espetáculo de projeção foi apresentado na fachada do Mercado Cultural;
- A Prefeitura de Porto Velho mais uma vez investiu na decoração natalina de Porto Velho. Nesse ano com novidades: uma Mostra de Presépios e a apresentação inédita de um presépio nas Três Caixas d'Água;
- Ao ver os trabalhos acelerados da construção do novo prédio da Policlínica Oswaldo Cruz em Porto Velho fiz um vídeo manifestando minha surpresa e criticando a irresponsabilidade de nossos administradores para com a saúde pública local;
- Em dezembro fiz mais uma visita ao CPA, que está em fase de conclusão e promete ser entregue ao povo no primeiro semestre de 2012. Mas desta vez registrei imagens a partir de um dos prédios curvos do complexo, o Anexo Rio Cautário. No dia seguinte visitei os prédios do que virá a ser o Ibis Hotel de Porto Velho, e outro onde funcionará um hotel do grupo Casa da Sogra, no Centro da cidade;
- Com a popularização estrondosa do Facebook no Brasil nesse ano de 2011, uma campanha ganhou repercussão na rede social, o "Em Rondônia é Assim", que por sua vez ganhou versões em vídeo;

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Comparações entre cidades brasileiras


Não é legal (pra não dizer outra coisa) comparar uma cidade AMAZÔNICA com uma do CONE-SUL do país!

Acompanhe a resposta que foi usada num tópico sobre Porto Velho, no Skyscrapercity:

"Notei que alguns foristas expressaram que Porto Velho em linhas gerais é uma cidade feia. Bom, não posso negar que sob alguns aspectos de fato ela seja, entretanto fiquei meio inquieto com seguinte comentário que é um tanto discutível:

'Não sei pq mais acho Porto Velho tão acabadinha...
Sei lá para os padrões "sudestinos" PV nem parace ser uma capital'.

Bom, particularmente eu acho um absurdo tremendo ousar comparar Porto Velho com alguma cidade da região Sudeste (usando-as como padrões), pior ainda se se tratar das cidade do Rio de Janeiro ou São Paulo... É impossível comparar duas grandes metrópoles ou mesmo uma cidade da região mais desenvolvida do país com qualquer cidade da região Amazônica, que por sua vez é a parte do Brasil mais marginalizada por boa parte dos brasileiros, como também pelo Governo Federal e até mesmo pelos Governos Regionais e Locais.

É importante lembrar e levar em consideração os aspectos históricos e políticos da região. Quanto ao primeiro é importante lembrar que todo o estado de Rondônia foi alvo de vários ciclos econômicos e programas de colonização do Governo Federal que fez dessa região o destino de muitos brasileiros de diversas partes do país (não é por acaso que 46,6% da população do estado são de migrantes (JN no Ar citando dados do IBGE).

[VÍDEO: JN no AR | RONDÔNIA Cacoal - TV GLOBO 23.09.2010 ]

E em todos esses processos (ciclos econômicos e programas de colonização) a regra parecia sempre ser chegar, explorar ao máximo, enriquecer ou ganhar o suficiente para depois ir embora e deixar o estado "acabadinho". Mas desses aventureiros alguns deles ficaram, sendo que parte ajudou o estado a crescer e desenvolver de alguma maneira contribuitiva, e a outra parte formou um grupo de políticos, sendo que alguns se tornaram os principais responsáveis pelas limitações do estado de Rondônia, uma vez que não eram e não são poucos os políticos corruptos que sangraram e ainda sangram os cofres públicos de Rondônia, e aliado a eles tem muitos outros que aderiram ao tal "sistema", o qual lamentavelmente o povo insiste em manter através de sua inércia.

Se Rondônia é boa ou ruim, feia ou bonita, desenvolvida ou subdesenvolvida, é importante deixar claro que parte dessa responsabilidade são de conterrâneos sudestinos e sulistas (entre outros) que formaram esse povo, e que construíram Rondônia dessa maneira.

Antes de se comparar qualquer cidade, é importante fazer um levantamento de fatores. Por exemplo, muitos dizem que Rio Branco-AC é uma cidade bela; o oásis na Amazônia, e que Porto Velho-RO se desenvolve, é mais rica, entretanto tem um aspecto feio, a partir daí é importante fazermos uma análise mais profunda levando em consideração a formação da população, a cultura e costumes do povo, a política local, o histórico, enfim... Não nego que Porto Velho é feia, e tenho conhecimento do que possivelmente justifica isso. Penso que são duas as razões:

1ª A CORRUPÇÃO: QUE ASSOLA O ESTADO INTEIRO, ESTANDO PRESENTE DE MANEIRA ESCRACHADA; VISÍVEL A TODOS, MAS QUE É INCOMBATIDA COM FIRMEZA, POSSIBILITANDO QUE SE ESPALHE POR TODOS OS ORGANISMOS ESTATAIS, SANGRANDO OS COFRES PÚBLICOS COM O DESVIO DE VERBAS QUE DEIXAM DE SER INVESTIDAS NA ESTRUTURA DO ESTADO E BEM ESTAR DO POVO, PARA ENRIQUECER UM GRUPO DE CRIMINOSOS QUE TAMBÉM SÃO CHAMADOS DE POLÍTICOS.

2ª O POVO: QUE POR SER UMA MISTURA DE PESSOAS DE DIVERSAS PARTES DO BRASIL NÃO TEM UMA CARACTERÍSTICA UNA, MAS SIM DIVERSA, INCLUINDO COSTUMES RUINS COMO A NÃO OBSERVÂNCIA E CONTRIBUIÇÃO PELO ZELO DO AMBIENTE EM QUE VIVE (GRAÇAS A DEUS TEM RARAS EXCEÇÕES), E TAMBÉM É UM POVO OMISSO E INERTE, SE TORNANDO DE CERTA FORMA CONIVENTE COM TUDO DE RUIM QUE ACONTECE NO ESTADO. VALE ENFATIZAR QUE É UM ERRO GENERALIZAR, MAS SÃO MUITAS AS PESSOAS QUE PREFEREM ADERIR AO "SISTEMA" (GANHANDO VANTAGENS EM DETRIMENTO DO BEM ESTAR COLETIVO) EM VEZ DE SE ORGANIZAR E BUSCAR EXIGIR SEUS DIREITOS, BEM COMO LUTAR PELA ERRADICAÇÃO DA CORRUPÇÃO, E PELA PUNIDADE AOS AGENTES POLÍTICOS CORRUPTOS. MAS INFELIZMENTE AO CONTRÁRIO DISSO, O POVO ACABA SEMPRE ELEGENTO PARA CARGOS POLÍTICOS CANDIDATOS QUE NO PASSADO ESTIVERAM ENVOLVIDOS ATIVAMENTE EM ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO (SEGUNDO DADOS ELEITORAIS DO TSE O ELEITORADO DO INTERIOR É MAIS EXPRESSIVO EM ELEGER CANDIDATOS DE ÍNDULE DUVIDOSA).

A seguir algumas manifestações contra a corrupção, que contaram com um número pouco expressivo de manifestantes, porém dá uma certa esperança por ver que ao menos alguns estão interessados em boas mudanças.

Voltando a falar das cidades, devo dizer que talvez eu nem tenha propriedade pra falar (uma vez que nunca saí do estado de Rondônia), entretanto posso dizer que todas as cidades têm os seus prós e contras. Manaus por exemplo, apesar de ser uma metrópole amazônica também deve ter suas regiões periféricas; de miséria, com pouca e até ausência de estrutura. Seria difícil acreditar que não existem canais e rios poluídos em Manaus por exemplo, bem como não conseguiria acreditar que todas as ruas da cidade são asfaltadas.

Até mesmo São Paulo que é uma das maiores metrópoles do mundo não está isenta de problemas estruturais urbanos. Cito por exemplo o rio Tietê que corta a cidade e é um dos mais poluídos rios urbanos que existem. Sem falar das favelas que existem no Rio de Janeiro, onde a ausência do Estado parece ser total, como também as zonas de risco de morte por balas perdidas, enfim, quero dizer que todas as cidades têm seus pontos positivos e negativos, Porto Velho também é assim. É feia em alguns lugares, mas em outros não deixa nada a desejar a qualquer outra cidade.

De qualquer maneira, as críticas são bem-vindas, porém as réplicas devem sempre ser esperadas.

No geral, agradeço a todos por participarem desse tópico ; )"

S.Rïver
Porto Velho/RO - Amazônia - BRASIL

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Parabéns ESTADO DE RONDÔNIA pelos seus 30 anos!!!


Nesse dia 22 de dezembro de 2011 o Estado de Rondônia completa seus 30 anos de criação em meio a um extraornidário crescimento populacional no passado, com um onsiderável desenvolvimento econômico no presente.

Rondônia teve seus primeiros passos para a transformação em estado com a criação do Território Federal do Guaporé, em 1943, que mais tarde viria a ter seu nome alterado para homenagear um grande brasileiro, o Marechal Cândido Mariano da Silva Rondônia. Através da Lei Complementar Federal nº 41, assinada pelo então Presidente da República João Baptista Figueiredo, foi criado o Estado de Rondônia com os mesmos limites definidos quando era Território Federal.

DETALHE: Apesar da importância desta data, hoje é um dia normal de trabalho no estado, uma vez que o feriado alusivo ao surgimento do Estado de Rondônia é comemorado em 04 DE JANEIRO, data em que aconteceu a sua INSTALAÇÃO com a posse do governador Jorge Teixeira de Oliveira.
Há poucos anos atrás houve a tentativa de se transferir o feriado para a data da CRIAÇÃO do estado, isto é, para 22 DE DEZEMBRO, entretanto a idéia não foi pra frente pois possivelmente a Assembléia Legislativa do Estado entendeu não que não seria conveniente para o comércio local mais um feriado no mês de dezembro.

Para maiores informações, assista o vídeo acessando o seguinte link:

Caso ache melhor, confira a postagem do link a seguir:

Palácio do Governo Getúlio Vargas


Locomotiva 18 da antiga Ferrovia Madeira-Mamoré | Porto Velho

Rio Madeira | Porto Velho

Arraial Flor do Maracujá 2011 | Porto Velho

Igreja da Paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro | Guajará/RO

Museu das Comunicações - Casa de Mal. Rondon | Ji-Paraná/RO

Ariquemes/RO

Morro dos Sapos | Jaru/RO

Zona Rural | Theobroma/RO

Igreja | Nova Mamoré/RO

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Construção da Nova POC【S.RÏVER】


Esse vídeo mostra as obras de construção da nova POC – Policlínica Oswaldo Cruz em Porto Velho, que diferente de muitas obras na cidade está correndo em ritmo acelerado.

Em Porto Velho, assim como nas grandes cidades do estado, é muito comum encontrarmos obras por toda parte, e muitas delas são construções governamentais que estão sendo erguidas com dinheiro dos cofres públicos, porém, infelizmente as obras de infra-estrutura comandada pelo poder público costumam ser lentas e muitas das vezes encontram-se paralisadas, seja por causa da chuva (uma desculpa muito comum) ou por total falta de compromisso das empresas que estão diretamente envolvidas nas obras, que por sua vez se acham no direito de pararem os trabalhos por qualquer motivo, se valendo da falta de cobrança e fiscalização regular por parte dos órgãos públicos gestores e fiscalizadores.

No caso da construção do novo prédio da Policlínica Oswaldo Cruz acontece algo incomum, as obras estão correndo muito regularmente, e posso dizer que bem aceleradamente, para se ter uma idéia foram vistos operários trabalhando no reboco da parte externa do prédio inclusive num dia de chuva!

Um dos motivos que podem justificar tamanha celeridade seria o fato de que a construção do prédio novo da Policlínica Osvaldo Cruz estar sendo financiada com recursos de um convênio de compensação com Consórcio Energia Sustentável do Brasil, responsável pela construção da UHE de Jirau. Tanto que na placa que dá publicidade à construção, em frente ao canteiro de obras, se quer há menção do Governo do Estado de Rondônia.

Enquanto o novo prédio está sendo construído, a POC passou a funcionar provisoriamente numa espécie de galpão na rodovia BR-364 sentido Cuiabá/MT, ainda no perímetro urbano de Porto Velho. As instalações são meio que improvisadas, e assim que a policlínica foi instalada naquele lugar também passou a ter sérios transtornos, pois os pacientes, geralmente idosos, ao atravessarem a rodovia para acessar a unidade de saúde correm sérios riscos de morte ou de serem acidentados, uma vez que a BR-364 no perímetro urbano é muito movimentada quase que o tempo todo por veículos de grande porte, inclusive alguns poucos pacientes sofreram de fato algum sinistro na região.

Outro transtorno para os pacientes é a grande falta de respeito de uma parcela dos médicos quanto ao cumprimento de seus horários (ou falta dele), uma vez que quem recorre à POC agenda uma data com um horário para seu atendimento, mas no dia e horas marcados alguns médicos só chegam uma, ou até mesmo duas horas depois, e tal praxe que traz significativos transtornos aos pacientes (principalmente aqueles do interior que têm horário marcado para voltarem a seus municípios) é de conhecimento de muitos servidores e da própria direção da POC. Tanto que ao questionar sobre o atraso de algum médico que, por exemplo era para começar a atender a partir das 14:00h, algum servidor possivelmente vai informar: “Ahhh! O doutor ‘Fulano’ só chega por volta das 15:00h ou às 16:00h”.

A Policlínica Oswaldo Cruz foi construída na década de 1980, no mesmo lugar onde está sendo erguido o novo prédio, e no Governo de Jorge Teixeira de Oliveira (o primeiro governador ESTADUAL de Rondônia), sendo que sua estrutura de metal (que lembrava um hospital/unidade de saúde de guerra) vinha nestes últimos anos apresentando sérios problemas, além de não suportar mais a demanda de pacientes que aumenta junto com a população do estado, uma vez que as unidades de saúde de Porto Velho atendem pacientes tanto da capital quanto de outros municípios do interior, além de muito eventualmente atender pacientes acreanos, amazonenses e bolivianos. E segundo um site de notícias, em 25 anos a POC nunca havia recebido uma reforma significativa.

A POC homenageia o renomado médico e sanitarista brasileiro Oswaldo Gonçalves Cruz (1872-1917), que por ter sido o pioneiro no estudo das moléstias tropicais e da medicina experimental no Brasil, foi convidado pelos diretores da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré a visitar o canteiro de obras da grande ferrovia em meio à Amazônia, uma vez que os médicos estrangeiros do Hospital da Candelária em Porto Velho desconheciam totalmente as doenças tropicais que matavam muitos operários. Oswaldo Cruz com sua saúde precária partiu do Rio de Janeiro em 16 de junho de 1910,e chegou ao povoado que mais tarde se tornaria a atual capital do estado de Rondônia acompanhado de seu médico particular Belizário Penna, onde permaneceu por cerca de um mês realizando estudos em campo, posteriormente de volta ao Rio de Janeiro apresentou o relatório “Considerações Gerais sobre as Condições Sanitárias do Rio Madeira”.

Voltando aos assuntos atuais, a saúde pública do estado de Rondônia, apesar dessa obra que chega a ser uma exceção, vem sendo absurdamente negligenciada pelas autoridades locais, uma vez que foi em Rondônia onde os representantes do Conselho Federal de Medicina apontaram o pior hospital do Brasil, o Hospital e Pronto Socorro João Paulo II.

Ocorre que não é de hoje que aquela unidade hospitalar apresenta péssimas condições de funcionamento, trazendo transtornos para servidores e pacientes, sendo estes desrespeitados demasiadamente no que tange à sua dignidade.

A notícia do estado caótico do Hospital e Pronto Socorro JP II só teve repercussão depois que o atual governador, Confúcio Moura, num jogo de cena a fim de se promover logo no início de seu governo, chamou a atenção nacional para a situação do hospital e da saúde pública estadual em geral, inclusive conseguiu o Estado de Calamidade na Saúde Pública de Rondônia, entretanto apesar do governador ter conseguido amenizado ou abafado a situação, no final do segundo semestre de 2011 o situação caótica voltou a estar presente nos hospitais de Rondônia, principalmente no dito João Paulo II, e pior, foi deflagrada uma operação da Polícia Federal que comprovou o envolvimento do Secretário de Estado Adjunto da Saúde num grande esquema de corrupção que desviava verbas do SUS - Sistema Único de Saúde.

Portanto é de se esperar que muitos outros estabelecimentos de saúde sejam erguidos no estado inteiro, e na mesma celeridade com que o prédio da POC está sendo construído, e mais, é urgente a necessidade de que muitos postos de saúde e policlínicas sejam reformadas e outras construídas, a fim de atender a demanda no estado que só aumenta, e ainda, além de construir prédios é imprescindível que se aparelhe adequadamente tais unidades médicas, garantindo condições de trabalho aos profissionais de saúde e dignidade aos pacientes; cidadãos rondonienses.

domingo, 18 de dezembro de 2011

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

RONDÔNIA 30 anos de Criação【S.RÏVER】


O Estado de Rondônia completa em 2011 seus 30 anos de criação, mais exatamente dia 22 de dezembro. Apesar de ser um dos estados mais novos da Federação é também um dos que mais crescem no país, sendo uma referência no ocidente da Amazônia.

O primeiro passo para a criação do estado aconteceu com o surgimento do Território Federal do Guaporé, criado pelo Presidente Getúlio Vargas através do Decreto-Lei nº 5.812 de 13 de setembro de 1943, com áreas desmembradas dos estados do Amazonas (extremo norte do atual estado) e Mato Grosso (grande porção centro-sul).

DECRETO-LEI Nº 5812 DE 13 DE SETEMBRO DE 1943 - CRIAÇÃO DO TERRITÓRIO

DECRETO-LEI Nº 5839 DE 21 DE SETEMBRO DE 1943 - DELIMITAÇÃO DO TERRITÓRIO

O recém território contava com quatro municípios: Porto Velho (a capital), Alto Madeira, Lábrea e Guajará-Mirim, entretanto a partir da criação do Decreto-Lei nº 7470 de 17 de abril de 1945, o território passou a contar com apenas dois municípios: Porto Velho que ocupava toda a porção nordeste e Guajará-Mirim que abrangia a porção sudoeste.

O nome do território fazia alusão ao rio Guaporé, que até hoje é uma fronteira natural entre as Repúblicas do Brasil e Bolívia, posteriormente, mais exatamente em 17 de fevereiro de 1956, o nome foi alterado para Território Federal de Rondônia, em homenagem ao sertanista Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon, que inclusive é a única personalidade brasileira a ser homenageada com o nome de um estado.

Finalmente em 22 de dezembro de 1981, através da Lei Complementar nº 41, o então Presidente da República João Baptista de Oliveira Figueiredo transformou o Território Federal de Rondônia em Estado, mantendo Porto Velho como sua capital.

A instalação do Estado de Rondônia só aconteceu em 04 de janeiro de 1982, com a posse do Coronel Jorge Teixeira de Oliveira como seu primeiro governador estadual, numa cerimônia em frente ao Palácio do Governo Presidente Vargas, que por sua vez, até hoje, mas por pouco tempo, ainda é a Sede do Poder Executivo Estadual.

O novo palácio do governo é o prédio principal dos cinco que constituem o Centro Político e Administrativo de Rondônia, que ainda está em obras, mas em fase de conclusão. No CPA também funcionarão praticamente todas as secretarias de estado, como também algumas representações de entidades da Administração Indireta.

Desde a criação do Território Federal do Guaporé 36 governadores estiveram no poder, sendo 27 governadores territoriais e 09 governadores estaduais, sendo os principais deles:

- Coronel Aluízio Pinheiro Ferreira, o primeiro governador do Território Federal de Rondônia (01 de novembro de 1943 até 07 de fevereiro de 1946);

- Joaquim de Araújo Lima, o primeiro governador civil do Território Federal do Guaporé (09 de junho de 1948 até 22 de fevereiro de 1951);

- Coronel Jorge Teixeira de Oliveira, o primeiro governador do Estado de Rondônia (04 de janeiro de 1982 até 10 de maio de 1985);

- Jerônimo Garcia de Santana, o primeiro governador eleito do Estado de Rondônia (15 de março de 1987 até 15 de março de 1991).

Um desses governadores merece referência nessa ocasião, o engenheiro baiano Joaquim de Araújo Lima, que chegou a Porto Velho para dirigir a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré no início da década de 1940, posteriormente tornou-se governador territorial, sendo responsável por significativas realizações, como a construção do Palácio Presidente Vargas, do Porto Velho Hotel (atual UNIR Centro), do Fórum Rui Barbosa (atual fórum Criminal de Porto Velho), e Sede Administrativa da Ferrovia Madeira-Mamoré (o Prédio do Relógio).

Araújo Lima também é autor da letra do hino de Rondônia, com o poema “Céus do Guaporé”, que posteriormente teve o nome do hino adaptado para “Céus de Rondônia”.

Com três décadas de existência o estado de Rondônia possui 52 municípios contando com a capital Porto Velho, que por sua vez é o mais importante dos municípios, seguido de Ji-Paraná. Mas destacando-se também outros municípios como Ariquemes, Vilhena, Jaru, Cacoal e Guajará-Mirim.

O estado que conta com cerca de 237.590 Km² de extensão, e uma população de 1.562.409 habitantes, tem os setores de Serviços, Indústria e Agropecuária como principais atividades econômicas.

Na atualidade o Estado de Rondônia vive um novo ciclo econômico em virtude das duas hidrelétricas do Rio Madeira (a de Santo Antônio e Jirau), que além de terem atraído muitas pessoas de diversas partes do país, também atraiu muitas indústrias; empresas, empreendimentos, como o primeiro shopping de grande porte do Estado, o Porto Velho Shopping. As usinas do Madeira também aqueceram a construção civil, que na atualidade propicia o crescimento vertical de muitas cidades.

Economicamente Rondônia vive um bom momento da sua história, entretanto o Estado e o povo rondoniense vêm sofrendo há muito tempo no que tange à política, uma vez que a corrupção está instalada em muitos órgãos do Executivo, Legislativo e Judiciário, como também em muitos outros organismos das esferas municipais e federal.

Rondônia completa mais um ano de criação; três décadas de existência, um estado novo que tem tudo pra crescer, mas que pede socorro ao seu povo para que elejam seus representantes com maiores responsabilidade, a fim de que com bons e honestos governantes assumam as rédeas do Estado para que possa crescer ainda mais e melhor.

Parabéns Rondônia! Parabéns aquelas “sentinelas avançadas” que não fogem do trabalho, contribuindo sempre pra o desenvolvimento desse grande Estado!

sábado, 3 de dezembro de 2011

Informativo à sociedade sobre o DETRAN/RO【S.RÏVER】


Este vídeo almeja esclarecer o povo rondoniense sobre situações que se passam no Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia, o que podem num futuro próximo refletir de alguma maneira nos usuários dos serviços da Autarquia.

Os servidores estatutários do DETRAN/RO em sua grande maioria estão demasiados insatisfeitos e descontes para com a postura da Direção Geral do Departamento em relação aos mesmos. Principalmente no que tange a desrespeitos e à gritante desvalorização com a qual os servidores efetivos são tratados até hoje.

Para entender melhor, em junho de 2011 foi constituída uma Comissão Transitória de Trabalhos Extraordinários através da Portaria nº 2481/GAB/DETRAN/RO de 06/06/2011, para “revisar e reestruturar o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Servidores do DETRAN/RO (PCCR-DETRAN/RO)”. Tal comissão foi constituída pelos servidores efetivos Ramon M. B. dos Santos, Maria H. Bezerra e Márcio J. M. Barroso e teve a princípio o prazo de 03 (três) meses para conclusão dos trabalhos.

Paralelamente a esta Comissão Transitória foi criada outra comissão, mas de fiscalização, composta pela Portaria nº 3436/GAB/DETRAN/RO de 02/06/2011, contando com representantes da Direção Geral (Mírian Cruz Amaro e José Isaac Saud Moheb) e do Sindicato dos Servidores do DETRAN/RO (Francisco Souza Sampaio e uma servidora chamada Selma).

Pois bem, a comissão incumbida de trabalhar para a criação de um novo PCCR para os servidores do DETRAN/RO trabalhou intensamente até concluírem uma minuta de projeto de lei com adequações e inovações favoráveis aos servidores, bem como com uma propositura de aumentos remuneratórios baseados e em conformidade com realidade orçamentária do DETRAN/RO.

O projeto foi encaminhado para a Direção Geral da Autarquia, porém até a presente data os servidores se quer foram esclarecidos da tramitação das negociações referentes ao PCCR, aliás, um grande problema no DETRAN/RO é a falta de comunicação ou péssima qualidade dela, isto é, tornou-se praxe naquela Autarquia os Diretores Gerais não darem satisfações aos servidores, principalmente quando se trata de um assunto de extrema importância para o DETRAN/RO, e mais especialmente para os servidores estatutários da Autarquia.

Com isso já dá pra se ter uma idéia de como são tratados os servidores efetivos do DETRAN/RO. Em sua maioria e com freqüências são tratados de segundo plano, enquanto certo grupo de comissionados (geralmente sem vínculo e ocupantes de cargos elevados) é prestigiado em detrimento dos exclusivamente estatutários. Servidores estes que são concursados e também pertencentes ao Quadro de Pessoal Civil de Estado de Rondônia, que no DETRAN/RO continuam sendo menosprezados, desvalorizados, humilhados e por muitos anos desrespeitados em vários outros sentidos.

Ocorre que, ao passo em que a Direção Geral não dá qualquer informação sobre as negociações do Projeto de PCCR junto à Governadoria do Estado aos servidores da própria Autarquia, corre a notícia da intenção dos Diretores Gerais do DETRAN/RO em aumentar ainda mais estrutura da Autarquia, transformando órgãos em Diretorias e criando novos setores. Porém é sabido que o aumento da estrutura implica conseqüentemente na criação de mais Cargos Comissionados (os chamados de CDS’s - Cargos de Direção Superior), como se o DETRAN/RO já não tivesse uma estrutura desarrazoadamente grande para um Departamento Estadual de Trânsito da Região Norte.

Tais mudanças se de fato acontecerem não trarão qualquer melhoria para o Departamento de Trânsito, mas tão somente aumentarão o símbolo de CDS dos titulares de órgãos, e criarão outros cargos comissionados, o que apenas reafirmará o que a sociedade pensa sobre a Autarquia como “sendo um grande armário de cabides de emprego”.

Para entender:
CDS – Cargo de Direção Superior - Cargo Comissionado;
Símbolo CDS - Valor Remuneratório que os ocupantes de CDS’s recebem.


O DETRAN/RO que em 2010 já contava com uma estrutura (órgãos e setores – cargos comissionados) muito grande, em 2011 aumentou ainda mais através da LCE nº 611/2011, pois indo totalmente contra tudo o que disse em sua campanha eleitoral o Senhor Governador do Estado de Rondônia, Confúcio Moura, assim que assumiu o governo nomeou o Vice-Governador para o cargo de Diretor Geral do DETRAN/RO e imediatamente aceleraram os trabalhos de ampliação da estrutura e conseqüente criação de CDS’s na Autarquia iniciados no final do governo estadual anterior.

Confúcio Moura quando candidato ao Governo do Estado, no Debate da TV Rondônia (afiliada REDE GLOBO) disse uma frase que alegrou e aumentou as esperanças dos servidores do departamento de trânsito, ele disse que “tornaria o DETRAN/RO mais técnico, e menos político” ou ao menos reconheceu a extrema necessidade disso. Entretanto foi o responsável pela mensagem enviada à Assembléia Legislativa encaminhando o Projeto de Lei que posteriormente veio a ser a LCE nº 611/2011, que criou mais 70 cargos comissionados no DETRAN/RO. E m virtude da pressa em se criar cargos e inobservância dos deputados, a referida lei apresenta erros materiais bagunçaram a estrutura da Autarquia, apresentando sérias impropriedades.

Uma dessas impropriedades foi a não discriminação das 35 seções que foram criadas, isto é, foram criadas as vagas, mas não foram especificadas que seções foram criadas com as devidas nomenclaturas, o que deveria ter ocorrido com um anexo na própria lei trazendo a organização e os nomes de todos os setores criados, porém, apareceu apenas o anexo mais importante para nossas autoridades, aquele que consta o aumento de símbolos de CDS de vários cargos comissionados, e o número de novos cargos criados. Apesar de tais vícios, que persistem até hoje, e assim que a lei foi aprovada pessoas foram nomeadas muito imediatamente para os respectivos cargos.

Hoje o DETRAN/RO com a LCE nº 611/2011, que alterou a LCE nº 369/2007, conta com aproximadamente 700 Cargos Comissionados, sendo que parte deles é ocupada por servidores estatutários (comissionados com vínculo) e outra por pessoas nomeadas sem concurso público (comissionados sem vínculo).

Outro problema que é gritante e revoltante no DETRAN/RO é a total inexistência de critérios para a nomeação de pessoas para cargos comissionados sem vínculo. É uma lástima ver que a Diretoria Geral da Autarquia em ato participativo de politicagens nomeia um significativo número de pessoas sem qualquer qualificação para assumir determinados cargos comissionados na Autarquia. Vale esclarecer que todo comissionado é chefe de alguma coisa, pois ocupam cargos de direção, chefia ou assessoramento. Porém é ultrajante ver que no DETRAN/RO são nomeadas pessoas para ocuparem cargos comissionados sem vínculo que não tem se quer uma graduação equivalente a de servidores exclusivamente estatutários que eles chefiam.

Algo que também acontece muito no DETRAN/RO, é que o Senhor Governador Confúcio Muita chama de “uma aberração”, são os chefes de si mesmos. A estrutura do DETRAN/RO conta com inúmeros setores, porém determinada parte desses setores não existem na prática, isto é, não possuem ambiente físico como é de se esperar e como determina a LCE nº 369/2007. São comissionados que recebem dinheiro sendo chefe de nada, por exemplo: o “Chefe da Seção de Colocar Galão no Bebedouro” que exerce suas atividades incompativelmente com a de chefia em outra seção ou divisão.

Postagem do Governador Sr. Confúcio Moura em seu blog:
“Plano de Carreira
Postado em: 23 de fevereiro de 2011.

A administração de gente não é fácil. Ainda mais no serviço público. Porque vejo, hoje, no Estado, como base, uma premiação equivocado de alguns servidores, com a concessão sem critérios de CDS.

Percebi que estas concessões vieram para complementar salários. CDS é destinado a chefia, assessoramento e liderança. Tem órgão no estado que cada servidor tem um CDS. Cada um é chefe de si mesmo. Uma aberração.

Só com um plano de carreira tendo por base o merecimento, competência e produtividade poderá resolver esta bagunça geral. É o que estou fazendo, creio que em 90 dias poderei apresentar um novo modelo para ser submetido à apreciação da Assembléia Legislativa.

Reduzir o atual número de CDS. Ou reduzo ou não governo. Porque o meu inferno astral hoje é assédio desmedido por estes malditos CDS. Como está o meu tempo é consumido na administração desta ciumeira sem fim. Me dá um... me dá um... como se fosse a safra de manga.

Em Ariquemes trabalhei com poucas mais de 200 CDS e ainda achava muito. No Governo creio que entre 1000 e 1500 cargos está de bom tamanho. Breve, mas, muito em breve tudo isto terá fim. Quem quiser trabalhar no serviço público terá que fazer concurso. Que é porta certa e justa para tidos”.

Voltando ao Projeto do PCCR a desculpa que podem dar para justificar a falta de notícias pode ser a de que o Governo do Estado de Rondônia está fazendo atualmente um Recadastramento Geral do Funcionalismo Estadual, ou então de que a intenção do Governo é fazer um Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração único para o funcionalismo público de Estadual, entretanto é de se esperar que o Diretor Geral do DETRAN/RO e vice Governador do Estado (o que deveria servir de alguma coisa, considerando a posição do mesmo), esclareça a Governadoria da situação dramática dos servidores estatutários do Departamento Estadual de Trânsito, que há anos vê a Autarquia bancar situações em secretarias da Administração Direta do Estado, enquanto os mesmos são desprestigiados; desvalorizados. Pior, estão cansados de ver que o DETRAN/RO tem orçamento para criar cargos comissionados, ao passo que ouvem sempre a desculpa de que não tem orçamento para aumentar os vencimentos de seus servidores efetivos. Aliás, um aumento salarial para a categoria não seria nada mais que uma reparação aos servidores pelos vários anos que o DETRAN/RO vem aumentando sua arrecadação, enquanto os mesmos se esforçando como podem para manter a autarquia em andamento, mesmo recebendo um salário baixo em comparação com outros órgãos e entidades arrecadadoras do Estado.

Pode não parecer, mas o Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia está passando por uma grande e séria crise: A FALTA DE PESSOAL.

Necessidade de recursos humanos esta que o alto escalão da autarquia irresponsavelmente imagina ser justo ou prático ser suprida com a criação de inúmeros cargos comissionados ou mesmo exploração de estagiários, em vez de se fazer um concurso público para preenchimentos de cargos efetivos, precedido necessariamente de um justo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração.

Seria irresponsável ou mesmo ímproba a realização de um concurso sem melhorar as condições de trabalho, e condições remuneratórias dos servidores estatutários da Autarquia, pois seria estupidez cometer o mesmo erro que foi cometido com o último Concurso Público realizado em 2007, em que o DETRAN/RO não se preocupou em readequar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários, mantendo este que existe até hoje (LCE nº 1638/2006). Tal irresponsabilidade ensejou o êxodo de servidores estatutários que ao conhecerem a péssima realidade do DETRAN/RO não titubeiam em deixar a Autarquia na primeira oportunidade. É o que está acontecendo com o Concurso Público da Prefeitura de Porto Velho, que apesar de oferecer muitos cadastros de reserva é grande a movimentação de servidores do DETRAN/RO que irão fazer o concurso público.

Importante esclarecer que não podemos generalizar ao se falar de comissionados sem vínculo, pois é sabido que parte deles ocupa os cargos por mérito, pessoas que apesar de terem sido nomeadas sem passarem por concurso público estão onde estão por seu conhecimento, qualificação, postura, competência e eficiência, ao passo que outra parte; a banda podre que é composta por pessoas que ocupam cargos comissionados sem vínculo com o único fito de lucrarem, sem qualquer compromisso relevante para com o DETRAN/RO, mas tão somente estão onde estão por indicações que envolvem politicagem, e permanecem onde estão exclusivamente para defender os interesses do partido político das pessoas que as colocaram ali.

Se as coisas continuarem do jeito que estão em breve a crise do DETRAN/RO se tornará insuportável, e a sociedade rondoniense sofrerá as conseqüências da irresponsabilidade da Direção Geral do DETRAN/RO e do Governo do Estado de Rondônia, em se manterem aparente inertes mediante toda esta situação.

Portanto é altamente aconselhável que o Sr. Governador Confúcio Moura atente para esta estado crítico em que se encontra o DETRAN/RO, e agilize em promover junto à Assembléia Legislativa de Rondônia (ou pelo menos quando os ânimos se acalmarem por lá) a criação da Lei que verse sobre o NOVO E JUSTO PLANO CE CARGOS, CARREIRAS E REMUNERAÇÃO para os servidores efetivos do DETRAN/RO, caso contrário, as conseqüências serão bem mais severas que a crise do Sistema RENAVAM ocorrida nesse segundo semestre de 2011.