sexta-feira, 12 de agosto de 2011

XVII Duelo da Fronteira

A segunda maior festa de boi-bumbá do Norte do país!


Nos próximos dias (12, 13 e 14/08/2011) acontecerá uma das maiores festas regionais da região Norte do Brasil, o 17º Duelo da Fronteira em Guajará-Mirim no estado de Rondônia.

O Duelo da Fronteira é segunda maior festa de bois-bumbás da região Norte do Brasil, ficando atrás somente do Festival de Bois-Bumbás de Parintins no Amazonas, e recebe esse nome por ser realizada na cidade rondoniense que fica na fronteira com a República da Bolívia. Entretanto o termo “duelo” não tem qualquer alusão aos dois países, mas sim a duas nações: a Nação Vermelha e a Nação Azul, sendo a primeira composta pelos torcedores do Boi Flor do Campo (vermelho e branco) e a segunda pelos torcedores do Boi Malhadinho (azul e branco). Apesar de cada torcida ser diferentes e rivais, ambas são apaixonadas pelo Festival que é esperado por todos ano a ano.

Segundo a imprensa local o Duelo da Fronteira existe desde 1994, porém nos primeiros anos tinha outros nomes, “Amostra de Boi Bumbá” realizado pela prefeitura na época, e em seguida “Festival Folclórico da Pérola do Mamoré”, sendo realizado a partir de então na quadra da AABB. Mas foi no decorrer SOS anos que o festival foi ganhando proporções maiores atraindo cada vez um número maior de brincantes que até hoje, aos milhares, se reúnem num grande espetáculo de rivalidade e animação em meio a muita alegria, que aliada às músicas, cores e luzes encantam a todos.

Hoje o confronto entre esses dois grandes bois-bumbás do oeste brasileiro acontece no bumbúdromo. O local conta com duas grandes arquibancadas que são tomadas pelas cores azul e vermelho nos dias da festa. O espaço trouxe maior praticidade para a realização do evento sendo concluído em 2009 com recursos do Governo Federal. Já para essa edição de 2011 o bumbódromo recebeu obras de melhoria por parte do Governo Estadual.

A cidade de Guajará-Mirim que é conhecida pela sua tranqüilidade, localizada a 320 km da Capital (Porto Velho), se torna uma outra cidade em meio a tanta agitação durante os dias em que acontece o duelo, movimentando também a economia da cidade com a venda dos produtos inerentes à festividade (camisetas, CD’s, DVD’s...), a lotação da rede hoteleira, despesas com restaurantes e transporte, como também a geração de empregos.

O Duelo da Fronteira a cada ano vem ganhando mais espaço, e com isso vem atraindo pessoas das mais diversas regiões do estado e país, como também reafirma nossos laços de amistosidade com o país vizinho, uma vez que é significativo o número de bolivianos que atravessam a fronteira para apreciar a grande festa, que nesse ano teve um apoio especial na divulgação, a agência de notícia britânica BBC em sua página na Internet para América Latina e Caribe veiculou imagens sobre o “Spectacular Amazon festival in Brazil” (http://www.bbc.co.uk/news/world-latin-america-11004023)




Diante da grandiosidade do evento, nessa edição de 2011 o Governo Estado teria viabilizado R$ 500 mil reais para cada agremiação, além de garantir todo o aparato de segurança a fim de que o público e participantes usufruam ao máximo a festa com maior tranqüilidade. Também existe a notícia de haverá inovações para esse ano, como a transmissão do evento pela Rádio Educadora (uma das mais conhecidas da cidade) que terá novidades na cobertura do evento folclórico, podendo haver a participação de internautas que poderão interagir durante toda a transmissão, bem como poderão acompanhar o festival ao vivo em áudio e vídeo através do site da rádio (http://www.radioeducadora.com.br/).

Nessa edição o Boi Flor do Campo levará para o bumbódromo o tema “Amazônia: Terra Mãe”, visando colocar em cena a importância da fauna e flora amazônica. Já seu rival, o Boi Malhadinho tem como tema “Malhadinho: 25 Anos de Amor e Magia”, com a abordagem da evolução da agremiação desde sua criação.

RESUMO DAS AGREMIAÇÕES

BOI FLOR DO CAMPO
Criação: 21 de abril de 1981;
Fundadora: Gergina Ramos da Costa;
Cores: Vermelho e Branco;
Página na Internet:
Vitórias: 1999, 2000, 2001, 2003, 2009 e 2010;
Presidente: Estelina C. Morais;
Tema: Amazônia: Terra Mãe;
Número de participantes: cerca de 500;
Carros alegóricos: 09.

BOI MALHADINHO
Criação: 01 de agosto de 1986;
Fundador: Leonilso Muniz de Souza, com apoio de Aderço Mendes da Silva;
Cores: Azul e Branco;
Vitórias: 1997, 1998, 2005, 2006, 2007 e 2008;
Presidente: Josias GuanacomaCavalcante, o Peta;
Tema: Malhadinho: 25 Anos de Amor e Magia;
Número de participantes: cerca de 900;
Carros alegóricos: 09.

Os jurados são trazidos de outros estados, chegando em Guajará-Mirim no primeiro dia das apresentações, ficando incomunicável até o final do evento. São avaliados os seguintes quesitos:
- Apresentador;
- Levantador de toada;
- Batucada;
- Galera (participação da torcida);
- Alegorias;
- Rainha do Folclore;
- Porta estandarte;
- Amo do Boi;
- Sinhazinha da fazenda;
- Boi-bumbá;
- Vaqueirada;
- Guerreiras Mura;
- Tuxauas;
- Cunha Poranga;
- Tribo Masculina;
- Ritual indígena e lenda amazônica;
- Pajé;
- Organização do conjunto folclórico.

PROGRAMAÇÃO 2011

As apresentações são determinadas por meio de sorteio, e nesse ano de 2011 ficou da seguinte maneira:
Dia 12 de agosto de 2011 se apresenta o Boi Flor do Campo;
Dia 13 de agosto de 2011 se entra em cena o Boi Malhadinho;
Dia 14 de agosto de 2011, último dia, os dois bois se apresentam juntos para a avaliação final dos jurados, na mesma ordem do sorteio das apresentações anteriores.

Tudo preparado para mais um Duelo da Fronteira, que nesse ano de 2011 será disputadíssimo tendo em vista que cada boi tem o mesmo número de vitórias (são hexacampeões), restando para esse ano o desempate. Qual escola será a campeã? Bom, quando a isso ninguém sabe, entretanto é sabido que já são ganhadores aqueles que tiverem oportunidade de apreciar pessoalmente; ao vivo essa grande festa que tem tudo a ver com Norte, e é a cara da Amazônia!

Sáimon Rïver
Porto Velho/RO – Amazônia – BRASIL
2011.

Fontes: Revista Século (ano X, nº 65) e Rádio Educadora.
Postar um comentário