domingo, 14 de agosto de 2011

Assembléia Legislativa... A casa do povo?【S.RÏVER】



Bem-vindos á Assembléia Legislativa de Rondônia, a que dizem ser a Casa do Povo.

Mas só dizem mesmo, porque na prática, está longe de ser!

Nossos deputados numa vontade desesperada de enganar, digo, de querer mostrar que o legislativo de Rondônia trabalha se preocupando com o povo, ou mesmo numa tentativa de afastar a imagem do Escândalo Dominó, veiculam nos principais meios de comunicação do estado propagandas abordando assuntos nesse sentido, porém, o cidadão rondoniense que se deixar influenciar por propagandas como essas, com certeza deve se tratar de uma pessoa muuuito inocente, pois tais propagandas mostram nada mais do que os deputados fazendo a sua obrigação.

O que mostram nas campanhas veiculadas nos meio de comunicação são apenas algumas coisinhas que eles fazem pelo povo, acho até que é só para ter o que mostrarem em tais propagandas, tendo em vista que na prática o que mais fazem mesmo (em sua maioria esmagadora) é trabalhar em prol de interesses próprios ou dos parceiros, lançando mão de seus poderes como deputados para criar e modificar as leis estaduais a bel prazer, em muitas das vezes em consonância, ou melhor, articulação prévia com o Governador. Exemplo disso é a lei que isenta os consórcios que constroem duas grandiosas usinas hidrelétricas de pagarem o ICMS (um dos principais tributos de responsabilidade dos estados). E o mais absurdo e imoral, a Lei Estadual nº 2538 é datada de 11/08/2011, entretanto retroage a 01/01/2008 com todos os seus efeitos.

E muito mais imoralidades e insultos ao povo de Rondônia são emanados daquele lugar que se diz ser a Casa do Povo, como a surpresa que a sociedade teve ao saber da reeleição (em 22/02/2011) do atual presidente da Assembléia Legislativa, Dep. Valter Araújo para um mandato futuro, isto é, antes mesmo dele cumprir esse mandato (que é de dois anos) o mesmo foi eleito para o seguinte!

Casa do Povo... Sei... Pensam que me enganam!

PS: Claro que generalizar dizendo que todos os deputados são ruins é um pecado; um injustiça tremenda como os dois, no máximo quatro deputados que valem a pena... Isso mesmo, devem existir deputados que realmente são preocupados com o povo e honram os votos que receberam nas eleições, entretando, por serem minoria, são força vencida, e assim, a bandalheira continua.
Postar um comentário