sábado, 3 de maio de 2014

Rio Madeira | 01.05.2014 PÓS CHEIA DO RIO【S.RIO】


Depois desta cheia histórica do rio Madeira, neste último dia 01 de maio de 2014, o rio registrou o nível de 17,61 metros, e hoje encontramos nas áreas antes alagadas muita lama, barro e entulho espalhados por toda a parte, sendo que no bairro Cain'água esse cenário é mais expressivo e desolador; as imagem lembram a de lugares atingidos por um tsunami. Alguns moradores já estão providenciando a limpeza de suas casas, e outras pessoas tentam em meio ao entulho resgatar alguma coisa que valha a pena.

Grande parte do Parque Madeira-Mamoré está destruído. O gramado antes alagado, e entorno (além do interior) dos galpões estão com muito barro. As locomotivas devem estar ainda mais danificadas, e os galpões da antiga ferrovia, recuperados em 2010,  também estão com as paredes de metal danificadas pela força da água. 

Numa parte do bairro da Balsa alguns moradores também estão limpando suas casas, porém na parte mais próxima à ponte sobre o rio Madeira algumas casas já foram demolidas, afinal, esta cheia acabou agilizando o processo de desapropriação das casas naquela região, o que permitirá que em breve possam construir a cabeceira da ponte dando utilidade à mesma. 

Porto Velho agora terá muito trabalho para limpar as ruas e os espaços públicos que foram atingidos pela cheia do Madeira, porém é mais preocupante a situação dos distritos que também estão enfrentando dificuldades em decorrência da cheia, havendo o agravante de sempre sofrerem com a distância e às vezes com abandono por parte da Prefeitura de Porto Velho.




















Postar um comentário