domingo, 2 de março de 2014

Cheia do Rio Madeira | 1º.03.2014 BALSA E PONTE【S.RIO】


Neste primeiro dia do mês de março (1º/03/2014) estive na região de Porto Velho onde estão construindo a ponte da BR-319 sobre o rio Madeira. E lá constatei que toda aquela comunidade localizada nas proximidades da ponte foi severamente atingida pela cheia do rio; as casas estão muito alagadas, exceto as poucas elevadas que se encontram bem próximas à rodovia Costa e Silva.

A parte da rodovia em que os veículos se aproximam para pegar a balsa já está totalmente alagada, inclusive as águas estão perto de alcançarem os telhados das casas. Para não interromperem a travessia do rio, a ponte (ainda não totalmente concluída) foi liberada provisoriamente para os pedestres, e nas duas margens do rio Madeira foram feitos uma espécie de aterro com pedras grandes e britas, a fim de que as balsas possam continuar em operação, porém a situação no local está muito delicada, e a recomendação é evitarem fazer a travessia. 

Na ponte podemos ter uma noção do quanto o rio Madeira está mais caudaloso que de costume, bem como podemos notar sua forte correnteza e o quanto ele está avançando para as margens.

Neste dia o rio Madeira alcançou 18,68 metros, e continua subindo. Entre os muitos lugares alagados em Rondônia, na cidade de Porto Velho boa parte do Parque Madeira-Mamoré está tomada pelas águas. Na Av. Rogério Weber o prédio da Receita Federal será evacuado, e as atividades por lá já foram suspensas. O prédio do Tribunal Regional Federal também está em estado de atenção. E finalmente o Governo do Estado resolveu disponibilizar o ginásio Cláudio Coutinho para receber desabrigados, a Defesa Civil e o Exército estão juntos organizando o espaço. Outra notícia é que o navio Oswaldo Cruz da Marinha do Brasil já se encontra em Porto Velho (está ancorado no porto graneleiro) e vai oferecer assistência médica aos atingidos pela cheia nos distritos e regiões mais distantes da cidade. 














Postar um comentário