terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Assim foi meu alistamento militar obrigatório


SE VOCÊ VAI FAZER 18 ANOS EM 2015 JÁ PODE PROCURAR A JUNTA MILITAR DE SEU MUNICÍPIO, E SIM, EM ALGUM MOMENTO VOCÊ VAI FICAR PELADO

Na minha época, em 2005, eu me apresentei na Junta Militar de Porto Velho (localizada atrás da Prefeitura), e naquela ocasião me cadastraram e me deram um papel com um carimbo dizendo pra eu me apresentar no 5º Batalhão de Engenharia e Construção - 5ºBEC.

Compareci bem cedo aquele Batalhão na data marcada, inclusive fui andando a partir da minha casa durante a madrugada. Nesse dia eu e vários outros caras fomos medidos (peso, altura...), e fizemos também alguns testes de capacidade física, sendo que ao final, numa grande sala, nos mandaram ficar só de cueca, e de um a um nos dirigimos aos biombos que haviam nos cantos da sala, e em cada biombo havia um médico militar que nos mandava "colocar a cabeça pra fora", a fim de saber quais de nós eram ou não circuncidados. Após tudo isso, devolveram aquele papel recebido na Junta Militar com um novo carimbo e uma nova data para retornarmos ao 5º BEC.

Nessa nova data, cujo horário de comparecimento era bem cedo, fizemos alguns testes de raciocínio lógico e memória visual, e por fim, alguns militares nos informaram que haviam poucas vagas para o ingresso na carreira militar através do alistamento, e que por isso nos perguntariam quais de nós teríamos interesse em ingressar nessa carreira, eu recusei. Após a seleção, fomos orientados da forma correta de se cantar o Hino Nacional, e também nos ensinaram as posições de "sentido" e "descansar", entre outras. Fizemos uma marcha pelas instalações do Batalhão, e ao final, diante da Bandeira Nacional, houve a nossa formatura, na qual fizemos também um juramento de servir e lutar pela Pátria quando ela nos requisitar.

PS: eu fiz tudo sozinho, e ficava só observando alguns moleques acompanhados do papai e da mamãe como um bando criancinhas indo pro primeiro dia de escola. Agradeço a minha mãe por ter me educado pra ser independente.
Postar um comentário