terça-feira, 30 de maio de 2017

As principais expressões históricas de Rondônia serão atrações no Novo Espaço Alternativo


O Estado de Rondônia é demasiado novo, contando com apenas 35 anos de existência, no entanto, suas principais cidades são um pouco mais antigas, especialmente Porto Velho e Guajará-Mirim, municípios antes pertencentes aos Estados do Amazonas e Mato Grosso respectivamente.

O município de Porto Velho conta com 102 anos (criado em 02/10/1914) e Guajará-Mirim com 88 anos (criado em 12/07/1928). As duas cidades foram as primeiras a constituírem o recém criado "Território Federal do Guaporé" em 1943, que depois passou a se chamar "Território Federal de Rondônia" na década de 1950, e em 1981 se tornou o atual "Estado de Rondônia" com seus 52 municípios desmembrados dos municípios pioneiros. 

O Espaço Alternativo que consiste no trecho da Av. Jorge Teixeira entre a Policlínica Oswaldo Cruz até as proximidades do Aeroporto Internacional Jorge Teixeira, é um dos principais pontos de lazer e entretenimento dos portovelhenses. A larga avenida que tem um grande canteiro central tem a pista norte-sul fechada todos os dias, no período das 17h às 20h, para dar acesso livre e exclusivo a pedestres e ciclistas que utilizam o espaço para a prática de atividades físicas, lazer e entretenimento, como correr, caminhar, andar de patins, dançar, e até jogar uma boa conversa fora na companhia de amigos. 

Desde 2014 o espaço se tornou um grande canteiro de obras, porém até hoje apenas as calçadas ficaram totalmente concluídas (e já precisam de reforma), já o canteiro central embora esteja com as obras de urbanização adiantadas ainda precisa de alguns detalhes de acabamento, e ter finalizada obra do estacionamento e de uma pequena praça que promete ser o mais novo ponto turístico da Capital.

Além da proposta paisagística dessa praça as principais atrações serão uma réplica do portal do "Real Forte Príncipe da Beira", e uma locomotiva da lendária "Estrada de Ferro Madeira-Mamoré", que representam as mais antigas obras históricas do Estado, e são características da região estando presentes inclusive no brasão do Estado de Rondônia. 




O "Real Forte Príncipe da Beira" é uma das maiores fortificações lusitanas construídas fora de Porto Velho, e na atualidade as ruínas do que sobrou dessa grande obra está situada no município de Costa Marques/RO às margens do rio Guaporé. Já a "Estrada de Ferro Madeira-Mamoré" apesar de ter suas primeiras tentativas de construção no final do século 19, só foi concluída no período de 1907 a 1912, tendo seu ponto inicial em Porto Velho e ponto final em Guajará-Mirim. Hoje o pouco que sobrou dessa ferrovia está perecendo diante da ação do tempo e omissão das autoridades, inclusive do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico e Nacional - IPHAN, que ao invés de proteger o patrimônio tombado, assiste de camarote; inerte a destruição do pouco que ainda existe. 
Postar um comentário