terça-feira, 2 de junho de 2015

Propaganda da O Boticário causa polêmica, e eu só vim perceber o motivo hoje


Já faz alguns dias que vi a propaganda da O Boticário, mas não havia visto nada demais, exceto a promoção de uma coleção unissex de perfumes chamado  Egeo. Apenas hoje à tarde vi no Instagram a divulgação de um comentário da Glorinha Kalil falando algo do tipo "Só no Brasil  homossexuais usariam perfume brasileiro. Os que conheço usam importados", e agora pouco vi um comentário muito sensato da minha colega de trabalho Marcemilia Ribeiro​ sobre o que realmente está acontecendo. 

O comercial mostra casais homossexuais se presenteando com um perfume da coleção no Dia dos Namorados, porém, as cenas não são provocantes, mas ao contrário, para uma criança por exemplo, que não sabe de que se trata, verá tudo como algo fraternal, pois não há qualquer obscenidade ou algo agressivo à dita "moral e bons costumes", tampouco cenas que tragam conotação sexual, muito ao contrário do exemplo que minha colega deu: as propagandas de cervejas em que mostram mulheres semi-nuas de forma explícita pra vender um produto que causa muitas mortes no trânsito brasileiro, diferentemente de um perfume. No entanto as pessoas que demonstram serem paladinas da moral, nada falam em relação a isso às propagandas de cervejas, ratificando mais uma vez o que venho constantemente dizendo: "grande parte da sociedade brasileira é hipócrita" e na atualidade vivemos uma absurda "inversão de valores".

Para essa parcela da sociedade é um absurdo um casal homossexual se abraçar, no entanto, tacitamente admite tantas verdadeiras mazelas na sociedade, como a pobreza extrema, o número demasiado de crianças abandonadas, a fome, a corrupção, a violência extrema decorrente da discriminação regional, por classe social, raça, orientação sexual, enfim, são tantos os absurdos dignos de serem combatidos combatidos com força e determinação, mas que no entanto são cada vez mais comuns porque muitas pessoas preferem fazer "tempestades em copos d'água" por questões desnecessárias. 

Muito se fala que os homossexuais são promíscuos e causam asco por conta disso, e de fato alguns deles (sem generalizar) despertam isso em qualquer pessoa, porém, é fato que os heterossexuais também podem ser igualmente promíscuos, afinal, quem se sentiria à vontade com sua família numa praça com um casal quase se comendo em pleno espaço público? Ser discreto ou discreta é uma questão comportamental que via de regra cabível a qualquer pessoa e em qualquer lugar, especialmente em público.

Portanto, a respeito da notícia "Comercial de O Boticário com casais gays gera polêmica e chega ao Conar", eu sugeriria que esse povo todo procure uma boa trouxa de roupas sujas pra lavar e distrair a mente, já que não querem se preocupar com coisas realmente sérias, como a corrupção que nos "violenta" diariamente, em várias posições e em diversos lugares nesse país.
Postar um comentário