sábado, 4 de setembro de 2010

Dia D de Combate à Corrupção em Porto Velho




O Dia D de Combate à Corrupção foi um evento que aconteceu em várias cidades do Brasil no dia 03 de setembro de 2010. Em Porto Velho o evento aconteceu na praça Jonathas Pedrosa no centro da cidade, e contou com a presença de várias autoridades civis estaduais e federais dos mais diversos órgãos e entidades.

O evento contou ainda com a entrega de panfletos e folders, versando sobre a não venda de votos bem sobre os procedimentos de como votar. Urnas eletrônicas também foram disponibilizadas para qualquer do povo que quisesse ensaiar ou então mesmo relembrar de como se usa a urna eletrônica, bem como sobre a ordem de apresentação dos cargos políticos na tela da urna. Primeiro Deputado Estadual, em seguida Deputado Federal, depois os dois Senadores, Governador e Presidente da República.

Após a solenidade de abertura com a apresentação das autoridades, foram exibidos vídeos institucionais sobre as eleições, além da disponibilidade do microfone ficou aberto para a população a fim de que pudesse se manifestar. O que de fato aconteceu. Muitas pessoas aproveitaram essa oportunidade para falar sobre suas idéias, criticar, comentar e fazer seus questionamentos sobre as eleições que se aproxima.



Eventos como esse são de demasiada importância, uma vez que em época eleitoral muitas coisas obscuras costumam acontecer, como a compra de voto. Seja em troca de dinheiro, materias ou favores pessoais essa prática é sempre nocisa e fere o bom exercício da democracia, além de atrapalhar o processo eleitoral. A compra de voto traz sempre grandes e lastimáveis consequências não só para quem vende, como também para todo o estado ou país. Um candidato que compra votos em troca de qualquer coisa ou por meio de coação é um grande exemplo de um futuro político corrupto/bandido.

E algo mais absurdo e revoltante é a impunidade existente no pais graças ao próprio Estado, uma vez que Justiça Brasileira permite a possibilidade exagerada de recursos, garantia essa que é geralmente possível e viável para os poderosos, aliado ainda à morosidade no trâmite dos processos, o nosso sistema estatal agracia o político corrupto, uma vez que o processo pode levar o tempo de um mandato inteiro. Além de haver outros meios de burlar a legislação ou mesmo "comprar a justiça", sim, isso apesar de triste e revoltante no Brasil se sabe que é possível e de fato acontece.

É importante que se saiba escolher muito bem seus candidatos. A Justiça Eleitoral disponibiliza a lista dos candidatos "Ficha Suja", porém cabe a cada eleitor buscar saber quanto a idoneidade de seus candidatos, seja pesquisando sua biografia ou atentando para o que ele fez ou falam dele. Assista aos debates, procure ver as propostas e avaliar as idéias deles, sempre buscando saber da veracidade e possibilidade do que falam, levando em consideração que muitos candidatos costumam erradas coisas erradas e impossíveis durante as campanhas, sempre com a finalidade de encantar a conquistar eleitores, o que acabem sempre conseguindo quando o eleitor é desatento ou ignorante.

Muitas pessoas no passado sofreram para que hoje no Brasil o povo possa votar, é essa concessão vem como imposição, já que todos os eleitores são obrigado a votar, porém não seja por isso que se permita banalizar essa prática. Quem se abstem de votar permite que outro escolha em seu lugar, o que nem sempre é a melhor escolha, e no final todos acabam sofrendo.



Postar um comentário